“Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao SENHOR! O SENHOR te abençoe desde Sião, para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida,vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel!” (Salmos 128)

Este maravilhoso Salmo, curto, directo, objectivo e muito profundo, esclarece todos os segredos de uma Casamento Feliz e eterno, por isso que é chamado de Salmo da Família. Com ele, estaremos fechando a série de posts de Como Ter e Manter o Casamento Feliz!

Por mais que tentemos explicar, ensinar e mostrar o caminho, ainda assim, muitas pessoas continuam com dúvidas em gerir o seu relacionamento com seu companheiro. Acontece que não há segredos escondidos para uma relação bem-sucedida, o problema é que as pessoas não tem colocado em prática os ensinamentos sagrados, querem se encher de teorias, de conhecimentos, mas se negam a viver aquilo que aprendem. Com a boca, alguns dizem que praticam, porém o resultado revela o contrário.

Preste bem atenção nas palavras deste Salmo:

Bem-aventurado – felicidade perfeita! Ou seja, só encontrará quem seguir os passos descritos nestas palavras de sabedoria. Para isso, é preciso temor (respeitar, reverencia), que é a única maneira de andar com Deus (fazer a sua vontade, seguir seus conselhos, prazer em ter Comunhão com Ele).

Andar com alguém é muito profundo, requer confiança, fidelidade, respeito, dentre outros quesitos. Pense por si mesma… Não é qualquer um que anda com você, por mais que conheça muitas pessoas, nem todas tem o privilégio de desfrutar da sua companhia, não é verdade? Por outro lado, mesmo dentre as que convivem com você, há distinção entre as que entram e as que ficam de fora da sua intimidade. Assim também é com Deus, andar só com Ele não basta, é preciso intimidade, comunhão constante, é preciso prazer!

O Trabalho (esforçar-se para conseguir o seu sustento) é fundamental, porque quando há este esforço, há também o reconhecimento de que ambos querem o sucesso, a sobrevivência da família, do relacionamento. Quando a pessoa não se esforça mostra que não tem interessa no bem do grupo (a família). Uma pessoa realizada profissionalmente se torna feliz (porque se descobre abençoado, que teve bom êxito). Pode reparar, quando há trabalho, há realização, então, tudo (nada falta, completo) vai bem, desenvolve e reflecte no seio familiar!

Esposa (Felicidade sentimental) – para este homem temente a Deus, sua esposa lhe basta! Ele não precisa ficar a procura de outras, porque sua companheira está dentro da sua casa. Pode imaginar esta família? Porque ele teme ao Senhor e mantém-se em comunhão constante com Ele, tem trabalho, tudo flui em sua vida, está realizado sentimentalmente e goza de estabilidade financeira (casa).

Continua…