“Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo ! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como?  Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo”. (Autor desconhecido)

Eu recebi esta definição por email e como meu filho está para se casar, parei para meditar nas palavras do autor e no meu curso intensivo de vida: “Como amar alguém além de nós mesmos”… Achei perfeita para compartilhar com vocês, porque o maior PAI de todos já nos tinha ensinado isso quando inspirou a escrita do Salmo 128.

Quantas renúncias eu fiz em prol do meu filho, quantas lágrimas derramei em silêncio que só Deus viu, quantas vezes me contorci para transformar meus defeitos em qualidades, quantas vezes usei de coragem e ousadia para protegê-lo, salvá-lo e defendê-lo, quanta dor eu tive que superar, quantos anos tive que amadurecer em meses… Quantas coisas somos capazes de fazer por um filho…

O empréstimo que Deus me deu é tão importante para mim, que eu não posso devolvê-lo igual, tem que ser multiplicado, tem que estar muito melhor do que me foi entregue! É como um talento que me foi confiado…

Meu talento se multiplicou, se tornou um homem honesto, de bom caráter, fiel a Deus e está prestes a formar a sua nova família, está quase na hora de devolver o que me foi emprestado e eu posso dizer: TUDO QUE FIZ PELO MEU FILHO, VALEU A PENA!

O Júnior encontrou aquela que é osso dos ossos dele, e eu ganhei uma filha, Sara, que eu já amo tanto! Quantas experiências maravilhosas eu como mãe, tive e tenho o privilégio de viver!!!

É certo que há pais que decidem enterrar o seu talento, deixando a vida criar seus filhos, passando este privilégio para outras pessoas… Não importa, esses não se multiplicarão e ainda vão chorar muito um dia por terem abandonado o curso ou terem sido reprovados… Mas eu, transbordo de alegria por poder olhar para trás e ver no “hoje”, a recompensa dos meus esforços!

A experiência de ser pais nos mostra que somos capazes de superar qualquer situação, nós podemos nos multiplicar, Deus nos fez para isso. A história do filho é apenas 01 talento, mas temos recebido tantos… O que temos feito com os nossos talentos, com as oportunidades que a vida nos proporciona?

Você não precisa ser pai ou mãe, você tem talentos, sua vida é um talento de Deus, se multiplique, você pode, acredite em Deus e em si mesmo (a) e com certeza, mais a frente, você verá os frutos da sua multiplicação.