perseverante“Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.” (Hb 10:36)

A promessa já se cumpriu na sua vida? Você se sente realizado em todos os sentidos? Tem lutado para alcançar a realização dos seus sonhos ou está acomodado no que já conquistou??

É preciso ser perseverante para fazer a vontade de Deus e alcançar o que Ele prometeu para cada um de nós. Só que muita gente faz confusão com o sentido real desta palavra. Ser perseverante não quer dizer que eu tenha que ser escravo de tal função ou sistema. As pessoas acham que se você se diz perseverante e de repente, muda de emprego ou o rumo de sua vida, é porque, na verdade, não perseverou…

Não é nada disso! Perseverar é perseguir um ideal, um objetivo, confiante de que está se fazendo a vontade de Deus e consequentemente, iremos alcançar o que Ele nos prometeu.

 

Como na imagem do site, nós somos o próprio modelo de perseverança, ao nascimento tivemos que lutar contra muitos e ser o único vencedor. Conosco haviam outros tantos milhões, mas só nós persistimos até o fim e alcançamos o alvo!

Uma pessoa tem uma profissão e sabe que pode ser bem remunerada e valorizada neste ramo, porém, no seu emprego atual, isso não tem acontecido, pelo contrário, seu patrão não o motiva, não há esperança de progressão de carreira, entretanto, ali, este funcionário está exercendo a função que tanto ama, mas não vê oportunidade de desenvolver. O que ele deve fazer, continuar nesse emprego só para que as outras pessoas vejam que é perseverante?? Claro que não!

Assim também na vida sentimental e em qualquer outra área. Conheci duas senhoras, em Portugal, com o mesmo problema: sofrendo no casamento com um marido perturbado e que não queria nada com Deus e a fé. Uma decidiu deixá-lo e lutou para reconstruir sua vida, divorciou-se e voltou a casar com um homem que teme a Deus, a valoriza e a faz feliz. Por outro lado, a outra, lutou até que seu esposo se entregou a Deus completamente, hoje também a faz feliz plenamente. Eu te pergunto: Qual delas tomou a atitude correta?

Óbvio que as duas estão certas, porque ambas lutaram pelo seu ideal; a felicidade conjugal. Uma teve fé de ser feliz ao lado do esposo, a outra, teve fé para reconstruir sua vida. Elas não pensaram na opinião dos outros, agiram a fé na promessa de Deus e alcançaram a resposta.

A inteligência nos leva a raciocinar e crer numa oportunidade de desenvolvimento. Se eu posso fazer aquilo que eu amo e ainda expandir meus horizontes, não há razão para me manter amarrado a um sistema, preocupada apenas na opinião alheia.

Deus não nos quer amarrados, quer que venhamos desenvolver para glorificar seu nome. Temos que traçar metas, buscar nossos ideais, perseguir o nosso alvo e crescer.

Se eu ainda não me sinto realizada, necessito perseverar, até que veja a promessa se cumprir na minha vida. Deus incentiva a pessoa a lutar pela vida, onde tenha condições de se realizar, ser valorizado e sempre desenvolver. Isso é perseverança. Não há mais tempo para ficar amarrado a opinião dos outros.

Quando nos limitamos a um sistema, na verdade, estamos acomodados, sem fé, já não há mais esperança e confiança de que a promessa de Deus vai se cumprir!

Trocando em miúdos… O perseverante é definido, corajoso, sabe o que quer, não fica pulando de galho em galho, mas luta para conquistar sua realização pessoal e profissional, só assim tem a promessa alcançada.